Lençóis Paulista Feito à mão – por Yolanda e Geraldino

O artesanato lençoense se materializa através das mãos dos produtores locais que desenvolvem as mais variadas técnicas para fabricação de peças decorativas, objetos utilitários, lúdicos e religiosos.Há muito significado no trabalho artesanal. O artesão imprime marcas da sua cultura e personalidade nos objetos que produz, além de empenhar todo seu carinho, habilidade e dedicação para a entrega de peças autênticas e únicas.


Artesanato vai além de uma lembrancinha! É inspiração, expressão, arte e aconchego. Carrega a história e o valor cultural de um destino. Permite levar a memória para um lugar ou momento especial. E, mais que isso, é sustentabilidade, desenvolvimento, renda e ocupação.


O dia 19 de março é o Dia Nacional do Artesão. “Aproveitamos esta data para lançar uma série de reportagens sobre o trabalho dos artesãos lençoenses, uma iniciativa da Secretaria de Turismo que tem como objetivo mostrar como é rico, variado e tradicional o artesanato de Lençóis Paulista, e quanto essa produção agrega em termos econômicos e culturais”, explica a secretária de Turismo, Joelma de Andrade Taioque.


Começamos contando a história e mostrando o trabalho do casal Yolanda Ramos Matos Costa e Geraldino Freire Costa, que há mais de 20 anos se dedica ao artesanato e já comercializou muito em feiras, tanto em Lençóis Paulista, quanto em cidades da região. Através de suas habilidades artesanais, criam diversificadas peças, que vão desde a itens decorativos e utilitários, até artigos de moda e religião. O trabalho é ao mesmo tempo autoral e original. O casal busca inspiração nas coisas cotidianas, como o futebol, na natureza e na religiosidade.


Yolanda também dá aulas de pintura. O artesanato começou em sua vida há mais de 20 anos, como um hobby. “Eu entrei num curso de pintura de tecido, oferecido pela igreja, para ocupar meu tempo, e fui me interessando, fui gostando. Fui aperfeiçoando, pesquisando na internet. Até que um dia uma conhecida me procurou e pediu para ter aulas de pintura comigo. Ela veio e foi convidando outras pessoas, e foi assim que eu comecei a dar aula”, recorda. Mais de duas décadas depois, Yolanda fez diversos cursos de aprendizado e aprimoração, e domina técnicas de costura, modelagem, pintura e revestimento, e que dão vida a peças como caminhos de mesa, guardanapos, chaveiros, capas, fraldas, fruteiras, garrafas, pintura em madeiras, potes, vasos, telhas e toalhas.


Quando Geraldino se aposentou, também há mais de 20 anos, passou a compartilhar o interesse da esposa. O conhecimento acumulado durante os anos, resulta em trabalhos belos e originais, cujas principais matérias-primas são a fibra do bagaço de cana e da folha de bananeira, encontradas no município. “Aprendi a base por através dos cursos, aprendi coisas novas, com os artesãos que conheci em feiras e fui criando minhas próprias técnicas”, conta Geraldino. As peças em fibra, especialmente as telhas decoradas, fazem sucesso com clientes de todo o Estado de São Paulo e evidenciam a importância de um olhar atento do artesão às riquezas da nossa localidade. Riquezas essas fontes de inspiração para produção de itens únicos, os quais valorizam e destacam ainda mais o trabalho do artista.


“Como artesãos, nosso desejo é ter nosso trabalho reconhecido dentro e fora da cidade. Para nós, o artesanato é uma forma de expressão e também uma fonte de renda. Neste momento, é bom saber que temos o apoio da Secretaria de Turismo para desenvolvermos nossas atividades”, avalia Yolanda. “Para concluir uma peça, são necessários dias, às vezes semanas de trabalho. Quando a pessoa valoriza o artesanato local, está valorizando o nosso empenho. Aquele objeto tem um pouquinho da história, da vivência do artesão, e diz muito sobre a cidade”, conclui Geraldino.


SERVIÇO:

Para adquirir esses produtos entre em contato pelo telefone: (14) 99814-5446

Veja outras peças aqui: https://www.facebook.com/yolanda.matos.5688

Apoie os artesãos e artistas lençoenses!